quarta-feira, 13 de março de 2013

Às vezes sonho

Hoje o dia passou muito mais depressa do que o de ontem. Felizmente... Tive aula de laboratório de Elementos de Física. O meu trabalho é sobre o sonar, basicamente, gira à volta da medição da velocidade de propagação do som no ar e na água.

Vim directamente para o local de trabalho do meu pai, agora que não tenho internet em casa, tenho de vir para aqui, para poder ter acesso à consagrada ligação à web. A caminho daqui, vinha a ouvir a Science and Faith dos The Script outra vez. Ao início da manhã, o céu estava acinzentado, mas por essa altura até estava solarengo, agradável. Vinha a cantar para os meus botões ao som do meu mp3 e sonhei, sonhei com tudo o que posso ter, com tudo o que deixei de ter...

Olho para trás e penso como é possível ter passado tanto tempo? Eu já tenho dezoito anos, mas por vezes ainda me sinto como uma criança a caminhar na rua, perdido num recreio enorme que é a vida. Ainda dou por mim a querer pular e cantar, correr, brincar. E ainda por cima passei por um parque infantil, que me deu imensa vontade de utilizar, ams que ainda estava vedado por estar em construção. 

Hoje, com o sol a surgir novamente, dei-me ao luxo de não me embrulhar em casacos grossos. Qundo cheguei à faculdade, um colega meu, o Alves, olhou para mim e comentou "ora,ora, hoje vens todo pipi". Eu comecei a rir-me e expliquei-lhe que agora que o sol começa a despontar, vejo mais liberdade na roupa que visto. Levei as minhas skinnies escuras, os meus sapatos creme, uma camisola azul escura por baixo de um casaco de malha fina cinzento e, por cima desse casaco, um casaco preto pelo qual me apaixonei ao dar uma volta pela Zara e que a minha melhor amiga me ofereceu pelo natal. Ah, sim, não posso esquecer o gorro cinzento que a minha Tia M. me tricotou!! Ela até já me ensinou a fazer algumas coisas simples em tricot. Passos básicos, chamemos-lhe assim.

Às Quintas-Feiras, vou sempre almoçar e lanchar a casa da minha Avó. É a melhor coisa que eu poderia fazer. A minha avó acaba sempre a contar-me histórias da vida dela, e a minha tia a ensinar-me artes manuais. Acabo por aproveitar o tempo com a família... E sinto-me tão bem por o fazer.

0 comentário(s):

Publicar um comentário

Ah, vais aproveitar para escrever um comentário? :3 Obrigado! Feedback é sempre bem vindo ;)

Cheers =D