quinta-feira, 5 de maio de 2011

C.

É uma letra curta. Bom, eu já falei nas gémeas. A I. é a tal rapariga que gosta de raparigas x) E a C. é a irmã gémea dela. E ela é uma pessoa carinhosa e, surpreendentemente, uma ativista em relação aos direitos LGBT. Bom, não é assim tão surpreendente quando ela sabe a situação em que a sua irmã está, mas, ainda assim, isso demonstra que ela é uma pessoa corajosa de caráter louvável. Ela contou-me que ainda há pouco tempo, na disciplina de Português, fez uma apresentação oral sobre os direitos LGBT. Ela comentou que não gostou da reação da turma e até mesmo da da professora. Entristeceu-me saber que assim aconteceu, apesar dos esforços dela por mostrar um ponto de vista nobre. Quando lhe contei que tenho um namorado, ela não ficou nem confusa, nem surpreendida. A primeira coisa que ela me disse foi "Awww *.* Tão fofos! Fico feliz por ti :)". Isto arrancou-me um sorriso da cara, mas o que ela me disse a seguir, ainda me fez ficar mais feliz por ter amigos destes.
- Estás na escola? - Pergunta, por sms.
- Não, já estou em casa... Mas querias falar pessoalmente comigo, era? - Respondo, um pouco receoso.
- Não era isso, é que queria dar-te um abraço!
- Um abraço, porquê? - Interrogo, com um sorriso na cara.
- Porque estou feliz por ti!
E ela deu-me hoje esse abraço. Ela sempre foi uma pessoa afetuosa, mas nunca me tinha dado um abraço tão longoo x) [K., está descansado, que não troco os teus abraços por nada deste mundo, a não ser por um beijo teu ;)]. E foi mesmo em frente à minha turma. Só reparei nisso pouco depois de ela me ter soltado. Sentia-me constrangido e feliz ao mesmo tempo. Estou mesmo carente! x)

Devo admitir que o abraço fez-me o dia. E depois de ter tido o teste intermédio de Química... Por acaso até me correu bem, valha-me isso.

Do Miguel, nem sinal. Pela primeira vez depois desta situação, não me enviou nenhuma sms nem me falou. Cruzámo-nos na escola, senti o ambiente de gelar o sangue, mas nada mais. Já está a evoluir para um caminho mais agradável, se é que esta situação se pode tornar nisso...

Cheers!! =D 

4 comentário(s):

Wolverine disse...

A mim, o que me parece é que esse Mi.. sempre gostou de ti. Pelo (pouco) que sei, as atitudes que toma, pretendem captar a tua atenção. Como não consegue atingir os seus objectivos, torna-se mais insistente e agressivo. E agora não consegue lidar com o facto de que estás comprometido.

that's me guessing...xD

Unknown disse...

Pois... Mas quando ele torna o amor numa obsessão, acho que é o momento de me afastar, não é?

Enfim, as coisas nem sempre correm como esperamos.

Cheers :)

P.S. Acabei de vir do teu blogue. Mas já lá deixei a minha opinião num comentário ;)

Wolverine disse...

é; acho que qualquer gesto que tomes na sua direcção, ele poderá interpretar de maneira errada e exagerada.


(eu sou um bocado distraído com os comentários que me deixam. às vezes, só os vejo um bom tempo depois.
Obrigado pelas tuas sete palavras -LOL.
Não sejas tolo porque também te expressas bem.
Podes crer que, Se eu não gostasse, não te lia. )

Unknown disse...

x) Obrigado eu por escreveres como escreves e me servires de inspiração, uma meta a alcançar um dia ;) Mas ainda bem que gostas de ler o que escrevo :P

Publicar um comentário

Ah, vais aproveitar para escrever um comentário? :3 Obrigado! Feedback é sempre bem vindo ;)

Cheers =D