sexta-feira, 27 de maio de 2011

Ontem não escrevi nada porque a única coisa fora do monótono que aconteceu foi eu ter comido duas pizzas ao almoço... Enfim... Hoje, a coisa andou mais ou menos. O almoço foi um bom caldo-verde, logo pela manhã tive teste de educação física e ao início da tarde tive uma das fichas de aula de matemática mais fáceis de sempre... x) Adoro sucessões :P Para quem ficou na dúvida as ditas "fichas de aula" são como que mini-testes, apenas sobre uma matéria que a minha stôra faz para consolidar aprendizagens e proporcionar uma oportunidade para subir um pouco (ou não) a nota. A mim correu-me bem e até fui dos primeiros a acabar.

Mas em Biologia, a aula a meio da tarde, tive a melhor surpresa da minha vida! O professor pôs-me a dar a aula, enquanto foi tratar de uns assuntos de primeira urgência. Não fui só eu, a minha "equipa de proto-professores" era composta pelo Tiago e pela Jéssica, uma amiga com quem me dou bem [Eu ela somos diferentes, mas compatíveis o suficiente para nunca ter havido problemas entre nós.]. Eu e ela apresentávamos os slides do powerpoint que o stôr nos proporcionou enquanto o Tiago ia passando o diapositivo. A turma é que não colaborou muito, até que o Dani mandou um berro daqueles resignados que só ele sabe fazer "Epá! Calem-se, se não tão atentos ao menos deixem ouvir quem quer aprender!". Mas enfim, lá conseguimos dar o que tínhamos a dar.

Não obstante estas situações que me agradaram, senti-me... Não muito bem comigo mesmo. É uma estupidez eu sentir-me assim... Ah, agora que me recordo, houve progressos com o Miguel... Bom, seguindo, em parte, um conselho do K., noutra parte, uma espontaneidade súbita, voltou a falar com ele. Estava cansado daquela situação... Por enquanto as coisas estão num bom rumo, veremos o que virá daqui para a frente. A partir daqui vai ser a apalpar terreno cuidadosamente. A propósito de ter voltado a falar com ele, um sentimento de saudade e inveja dominou-me o resto do dia quando me contou que ia passar a tarde na praia com o namorado dele... Lembrei-me do quando o K. gostava de poder estar na praia com o seu alguém especial, lembrei-me do quanto eu também gostava de poder fazer o mesmo. Lembrei-me de quanta distância nos separa, lembrei-me do quanto ele me disse que tinha medo de que eu não vivesse a minha vida em pleno por estar "preso" a esta relação. Pus a palavra entre aspas, porque não me sinto preso nesta relação, apenas sinto uma saudade enorme... Saudade, esse sentimento que encharca cada verso de um fado, que até chegou a dar nome a um... A Saudade e o desejo de poder estar com ele... É algo com que terei de aprender a viver, algo com que quero aprender a viver até ao dia em que esses sentimentos não passem de memórias do passado. Porque afinal de contas, é ele o rapaz que amo, e é com ele que eu quero estar... :)

Acho que por hoje, é tudo... Ah, amanhã o Tiago faz anos e vou à festa dele. Vamos ao cinema. Tenho falado também muito com a namorada dele, a Jú, que se tem mostrado como um grande apoio. Confiamos mutuamente um no outro sem reservas. Acho que ela é uma pessoa digna de confiança. x)

Cheers!! =D

0 comentário(s):

Publicar um comentário

Ah, vais aproveitar para escrever um comentário? :3 Obrigado! Feedback é sempre bem vindo ;)

Cheers =D