segunda-feira, 2 de maio de 2011

Como Nunca Antes...

O dia passou-se bem. Com a Jú é sempre a rir. Relembrámos sexta-feira, quando ela comprou uma maçã e me disse:
- Gosto das maçãs como gosto de ti. Duras.
- Elá! - Rio, surpreendido. - Isso em inglês ficaria algo como... I like apples just like you: Hard.
Mas prontos, coitada, ela, para além de já ter namorado, não faz muito o meu género... E sim, ainda há o pormenor que eu também já estou comprometido x) Mas isso ela não precisa de saber...

Mas hoje aconteceu algo que nunca antes eu tinha feito. No fim das aulas, caminhava rua acima, em direção a casa. O Sol do fim de tarde bateu-me nos olhos. Olhava em frente, observando os reflexos que a luz fazia. Fechei os olhos e respirei fundo, imaginando o K., junto a mim. A rua estava vazia, e começo a cantar a Jungle Drum da Emiliana Torrini. Sinto-me tão bem. Como nunca antes. Como nunca pensei ser possível. Quando terminei, ouvi o silêncio, quebrado apenas por um ou outro carro a passar. E no silêncio, ouvia a sua voz, calma, conversando comigo, naquele banco em frente ao Mondego imaginário... Quero gritar ao mundo o quanto o amo, o quanto quero estar com ele neste momento e nos que se aproximam. Mas o mundo, não, as pessoas do mundo, não me deixam fazê-lo, com essas mentes ignorante e fechadas, que desprezam tudo o que foge às regras por elas inventadas.

Por sorte, nem toda a gente é assim, e tenho alguns amigos com quem contar. Por exemplo, ontem, contei ao M. que tenho um namorado. O M. é um rapaz em quem sempre confiei. Pervertido, mas que surpreende com os valores que defende. Eu sabia que ele tinha uma amiga bissexual e que, para ele, isso não era motivo para deixar de ser amigo dela. Ele perguntou:
- Tens namorada?
- Não... - Respondo.
- Então como me vais explicar o teu nick [do msn] a dizer aquela data e a terminar no "amo-te"?- Então, não há muito a dizer... Gosto de uma pessoa... E estive ontem com essa pessoa. - Informo.
- E posso saber quem é a menina? - Interroga.
- Não é uma menina. - Comento.
- Ah, então quem é o rapaz? xD - Graceja.
- Mora perto do Porto, não conheces... - Digo.
- Não sabias arranjar mais longe? - Pergunta.
- Olha, quando não consegui arranjar cá... - Respondo.
- Mas estás a falar a sério, bro? - Inquire, surpreendido.
- Sim.
- Oh... Apanhaste-me um bocado de surpresa. Mas sabes que por mim isso não é problema, e terás sempre o meu apoio no que quer que faças.
Ele sempre foi alguém que enfrentava a vida com um bom senso de humor (que algumas vezes tocava o macabro), e sempre se caracterizou por alguém com uma mente bastante aberta a novas ideias e muito pouco preconceituoso. Eu digo que muitas vezes as pessoas surpreendem-nos, porque nunca saberemos como é suposto elas agirem em determinada circunstância até estarem a passar por ela. O M. já tinha passado por uma situação semelhante e tinha reagido bem, por isso senti-me confortável a contar-lhe.

Ontem, descobri também que uma amiga de longa data, que tem uma irmã Gémea e se chama I. também é homossexual. Quando ela me contou, também lhe confessei qual a minha verdadeira orientação sexual. Ambos ficámos surpreendidos, porque nenhum de nós fazia a mínima ideia desse facto acerca do outro...

Enfim, até agora, tem sido sempre boas notícias, sem contar com aquele desentendimento (permanente) com o Miguel, e com o facto de a Bia achar que o B. está a agir de forma estranha...

9 comentário(s):

Unknown disse...

É sempre bom contar com os amigos.

Unknown disse...

Nem mais ;)

ψ Psimento ψ disse...

Isso vai para aí uma quantidade de personagens ehheheh.
Primeiro é bom ver-te assim a crescer a cada dia e feliz com o K a teu lado.
Depois os amigos são uma peça importante. Quase todos os meus amigos sabem e apesar de terem ficado surpreendidos não tive uma única má reacção.
Quanto a cantar eu nem tento, não é mesmo o meu forte nem coisa que goste. Prefiro por os outros a cantar como mostrei lá no blog eheheh.
Um abraço.

Unknown disse...

Ah, pois, reparei sim senhor que gostas de pôr os outros a cantar x) Mas veremos quando for alguém a por-te a cantar MUHAHA xD Just kidding.

Concordo que os amigos são sempre importantes na nossa vida. E também concordo que estou feliz com o K.. Enfim, acho que isso se nota xD

Cheers! =D

ψ Psimento ψ disse...

Já tive de cantar na mesma situação que eles há muitos anos atrás e fi-lo com gosto ;)
Actualmente há muito pouco que me possam por a cantar daquela forma :p
Abraços

Mark disse...

Que bom. (:

Tens aí um amigo e um confidente. Há sempre alguém disponível para nos ouvir. (:

Unknown disse...

Eu não quero passar pela praxe quando for para a faculdade... :'( xD

Yap, com o M. sempre soube que podia contar ;) E começo a pensar que realmente ser quem sou não é tão mau quanto eu pensei, muito pelo contrário.

Wolverine disse...

A praxe varia consoante a região.
Umas são mais àrduas de suportar que outras.

Eu tive muito receio do que iria acontecer na praxe. Experimentei ir um dia e gostei bastante.
Depois, integrei-me completamente.
No final, confesso que adorei toda a praxe porque passei.
E repetia tudo outra vez.

Infelizmente, nem toda os caloiros têm a sorte de ter uma praxe tão divertida e integrativa como a minha.
Existem sempre pessoas que pensam que o traje faz delas omnipotentes, a quem se deve prestar culto.

Para o sítio onde vais, tens que fazer umas perguntas para saber a quantidade de feridos e aleijados que saíram da praxe xD

Unknown disse...

x) Pois, cada local tem as suas próprias tradições... Mas ainda tenho muito tempo para pensar nisso, que só daqui a dois anos é que vou estar a entrar para faculdade xD

Publicar um comentário

Ah, vais aproveitar para escrever um comentário? :3 Obrigado! Feedback é sempre bem vindo ;)

Cheers =D