segunda-feira, 20 de junho de 2011

Se eu tivesse uma arma de fogo à mão...

... já tinha dado um tiro na cabeça... [Não se assustem, eu não ando com ideias suicidas, era só uma metáfora].

Falei agora mesmo com o Miguel... Aquela história toda de ter cometido um erro, bom, tinha a ver com ele. Passo a explicar rapidamente:

  1. O namoro com o K. terminou.
  2. O Miguel viu a oportunidade e "atacou"
  3. Eu deixei-me levar por uns certos desejos carnais que tive
  4. As coisas entre nós forma acontecendo e ele disse que não se importava que eu me aproveitasse dele
  5. Eu não gosto de me aproveitar assim das pessoas e pensei que, iniciando uma relação com ele, tecnicamente não estaria a abusar dos seus sentimentos.
  6. Percebi o erro que tinha cometido e que não fora a melhor solução...
Então, falei com ele. O Miguel tem uma facilidade em ler o que sinto que me assusta imenso (E esta é uma coisa que completa a pergunta que o Weasley me fez ontem: Pessoas que sabem exatamente o que sinto sem eu dizer nada assustam-me... lol). Quando lhe disse que eu não me sentia muito bem com isto, ele simplesmente disse "Pois, eu já desconfiava... Só não precisavas de o ter feito, mas pronto.". E foi aqui que me apeteceu pegar numa arma. Andei o dia todo de ontem a rebolar-me pelo chão por causa disto e afinal ele já sabia como eu me sentia...

Cheguei à conclusão que, por muito que eu gostasse de ter uma relação, por enquanto não me sinto pronto para uma relação deste tipo... Talvez surja alguém que mude essa minha sensação, mas até lá...

[Uma nota à parte... O Leitor comentou que achava que eu era maturo... Onde está agora a maturidade nos meus atos? x( Não me parece que esteja, por isso, acho que me podem atirar com tudo o que tiverem à mão...]

6 comentário(s):

Elijah disse...

É por este tipo de situações que alguns de nós, pelo menos eu, dispenso relações com base no sexo e/ou one night-standing's. O que procuro é sexo por amor e não amor por sexo (foi confuso esta frase?). Acho que quando estamos "desesperados" (não estou a dizer se estás ou não porque não sei e nem tenho de criticar) por amor torna-se complicado distinguir se realmente gostamos da pessoa que temos à nossa frente (ou não) ou se simplesmente vemos nessa pessoa uma possivel cura ou alivio para o nosso desespero. E isso não é amor, nem tão pouco mais ou menos. É egoismo e egocentrismo. Mas isto é o meu ponto de vista, e com certeza há muita gente que estaria agora a chamar-me todos os nomes porque sempre têm passado a vida à base de amor por sexo e não sexo por amor. Mas no final das contas acho que essas pessoas não encontraram nunca o verdadeiro amor pelo qual estavam desesperados. E é essa a razão pela qual tento ao máximo manter os pés assentes na terra e manter-me afastado de qualquer tipo de relação baseada no sexo ou no desespero.
Sexo sem verdadeiro amor são só orgasmos vazios que no fim não foram assim tão proveitosos. (Qual a diferença entre sexo assim e masturbação? - A mão direita é que não se importa de ser usada.)
P.S: Desculpa se a linguagem do comment foi muito pesada ou se ofendi ou me intrometi.
Abraço :)

Unknown disse...

Agora melhor do que nunca, compreendo perfeitamente o que queres dizer. A verdade é essa, eu procurava com muito afinco o tal amor, de tal maneira que acabei a tentar vê-lo onde não estava tão presente... E deixar-me levar por esses caminhos tortuosos foi a pior coisa que podia te feito e uma das que mais me arrependo na vida.

Quanto ao P.S. não tens que te preocupar! Frontalidade e Honestidade são coisas que valorizo, apesar de me terem falhado quando mais eram necessárias :)

Cheers!! =D

Anónimo disse...

Epá, se tiver de atirar atiro só com um tomate porque é giro e não mancha muito. :s
*a pôr-se a par das coisas um dia antes do exame de matemática*
Tudo bem que isso não fosse a coisa mais certa a fazer, nem a mais certa que fizeste. Mas acontece, às vezes deixamo-nos levar por coisas que no dia seguinte já nem interessam e ficamos a perguntar-nos o porquê de nos termos sequer incomodado com isso. Errar é humano, mas a segunda vez que fazemos um erro, já passa a ser uma escolha. :/

*rambling chato e estúpido meh >3<*

Unknown disse...

Olha, olha, quem é ela!! xP Já tinha saudades da tua energia! xP

O que disseste não é nada confuso nem estúpido! E tens razão naquilo que dizes ;)

Cheers!! =D

Anónimo disse...

Vorteeeei! xD Haha, obrigada. Eu andei a negligenciar um bocado isto porque para escrever comentários é lixado, demoro muito e eu tinha de estudar, mas agora que estou de férias já posso vir cá mais vezes :3

Pois... não sei. As coisas que sei sobre isso são as que aprendi porque penso demasiado nelas, vejo de um lado, vejo do outro, e tento ver melhor. Por experiência própria, acho que não aprenderia nada. XD

Unknown disse...

x) Primeiro o trabalho, depois a diversão ;)

But welcome back, dear! ;P

Publicar um comentário

Ah, vais aproveitar para escrever um comentário? :3 Obrigado! Feedback é sempre bem vindo ;)

Cheers =D