terça-feira, 22 de março de 2011

Falling in...

Foi repentino. Eu já esperava este momento. Após os momentos de inspiração, acontece isto. Comecei a aperceber-me quando olhava para uma folha em branco e não conseguia desenhar nada. Nem mesmo rabiscos. Eu queria desenhar, mas não tinha nada cá dentro para passar para o papel. Decidi desistir e afogar-me em caramelos. E os caramelos são bons. Por momentos, pensei que fosse conseguir. Mas não. É como uma bomba com um rastilho. Uma pequena faísca e boom! A pequena faísca? Traído pela minha banda preferida. Comecei a ouvir a Lithium, dos Evanescence. AS recordações passaram-me aceleradas pela cabeça. A música fala da tristeza que não conseguimos largar, que tentamos fazer com que não nos consuma. Na música, finalmente, ela canta que se deixou levar e que se libertou. Mas eu senti um peso cair-me em cima. Um peso esmagador. Como se as informações recolhidas e vividas ao longo destas semanas me tivessem caído nos ombros todas ao mesmo tempo. Senti-me em baixo, vazio, sozinho, perdido, abandonado. Toda uma panóplia de sentimentos melancólicos e menos bons. Sobra ainda um pouco de espaço para a esperança de melhorar. Sinto que já gastei todos os risos que conseguia dar.

4 comentário(s):

Wolverine disse...

já experimentaste ouvir música só instrumental, para ganhares inspiração? experimenta ouvir uma faixa de olhos fechados e deixa-te levar pela tua imaginação ;)

Unknown disse...

Mmmm... por acaso nunca tinha pensado nisso... Mas vou pôr a tua sugestão em prática ;p

Wolverine disse...

Alguns artistas que eu gosto especialmente de ouvir: Carlos Paredes, Dead Combo, Yan Tiersenn, Réne Aubry, Philip Glass...
também adoro Irish Folk, música Celta...

:)

Unknown disse...

:P Obrigado pelas sugestões

eu TENHO de ir espreitar essa música celta... :P

Publicar um comentário

Ah, vais aproveitar para escrever um comentário? :3 Obrigado! Feedback é sempre bem vindo ;)

Cheers =D