quarta-feira, 6 de abril de 2011

Hard Decisions

Eu sempre soube que na vida teríamos de fazer escolhas difíceis de vez em quando... Aliás, para mim, escolher entre duas ou mais coisas sempre foi difícil, porque tenho esse terrível hábito de analisar toda e qualquer consequência ou vantagem. E hoje estive a pensar. Lembram-se, com certeza (ou não, não importa) de eu ter falado no Miguel. Ele gosta de mim, e isso já assim é há muito tempo. Sei que esquecer alguém não é fácil, mas precisa de um pouco de empenhamento, o que eu acho que lhe falta... Passo a explicar, ele já uma vez me tinha dito que me tinha esquecido, mas depois retirou o que disse, dizendo que ainda sentia algo por mim. Há pouco tempo, disse que já não gostava de mim, mas era capaz de trocar uma relação com outro rapaz se isso significasse não ter a oportunidade de esta comigo de outra forma que não como amigo. Claramente, isso demonstra algo. Poderia ser um caso isolado de uma decisão parva tomada por parte dele, mas pela maneira como me fala e pelas coisas que me diz, é nítido que ele ainda sente algo por mim. Eu sempre disse a mim mesmo que não queria nunca fazer ninguém passar por aquilo que eu passei: gostar de alguém, contar a essa pessoa e a pessoa em questão afastar-se de mim. Admito que isso tornou mais fácil esquecer o que sentia. Mas hoje decidi-me a quebrar essa promessa, porque acho que estou a fazer ainda mais mal ao Miguel se não me afastar do que se mantiver as coisas como estão. Porquê? Isso é simples. Se eu mantiver as coisas como estão, ele vai continuar a gostar de mim, a ter falsas esperanças, e ficará assim durante muito tempo. Se eu me afastar, sim vai magoá-lo, sim, vai demorar algum tempo a esquecer-me, mas também lhe vai dar a oportunidade de seguir com a vida em frente. E acho que entre sofrer um pouco e seguir em frente, e viver o resto da vida numa ilusão estacionária, acho que o melhor para qualquer pessoa é seguir em frente. É uma escolha difícil, mas necessária. E talvez eu seja o culpado disto, por ter sido ingénuo o suficiente que o Miguel me poderia esquecer mesmo que eu mantivesse aquela intimidade que tenho com ele. O que eu não vi foi que essa mesma intimidade, foi uma das principais razões que levaram ao aparecimento dos sentimentos que ele nutre por mim...

2 comentário(s):

Unknown disse...

Acho que tomaste a decisão certa.

Unknown disse...

Espero que sim x)

Publicar um comentário

Ah, vais aproveitar para escrever um comentário? :3 Obrigado! Feedback é sempre bem vindo ;)

Cheers =D