quarta-feira, 13 de abril de 2011

Woke up on the wrong side of the bed...

Sim, hoje devo ter acordado com os pés de fora. Tenho estado calado, sem falar com o meu irmão, o que até é costume fazer quando estamos sozinhos em casa. Sem vontade de jogar... Apenas me quero refugiar no meu Mundo. Mas já nem aí me sinto bem. Agora até já no meu mundo sinto o vazio que me persegue. Tento pensar em coisas animadas, tento que isto não me deite abaixo. Mas simplesmente já não consigo ignorar este sentimento. Já não consigo lutar mais contra isto, pelo menos não por enquanto. Tentei repelir isto com sorrisos e com o bom-humor e resultou, por momentos, por breves instantes. Aquelas piadas, aquele "on and off" constante deixa-me no peito um doce sentimento a nostalgia. Já não sei o que faz parte da realidade, nem o que faz parte do meu mundo. O meu mundo está a perder terreno, a fundir-se com a realidade, a absorver e a ser dominado pelos problemas, pelo vazio que reina este mundo real. E, para compensar essa perda, a minha imaginação começa a criar no mundo real coisas que não existem e que são desmanchadas, dilaceradas por esta vida cruel e injusta, apenas criando mais perdas que me afectam ainda mais. Quero voltar a definir barreiras, preciso do meu cavaleiro que proteja as muralhas do meu santuário, do meu mundo, da minha imaginação, que me escapa a cada dia que passa arrancada pelas mãos invisíveis, obscuras, profanas e maliciosas do abandono. E a minha imaginação começa a criar no mundo real coisas que não existem e que são desmanchadas, dilaceradas por esta vida cruel e injusta.

Até lá, vou escrevendo, esperando não perder o meu dom por causa da amargura que agora se tenta apoderar de mim. Não quero ser aquela pessoa frívola, aquela casca vazia por dentro, que deambula sem vida pelos recantos deste mundo.
"Let's go all the way tonight, no regrets, just love, (...) you and I will be young forever"
[Katy Perry - Teenage Dream] 

4 comentário(s):

K. disse...

Foste tu a acordar do lado errado da cama e eu a acordar fora de horas.
Eu também crio coisas que me ajudam a passar certos momentos. Mas por vezes, essas mesmas coisas vêm atormentar-me mais tarde. E quando isso acontece, reprimo-as e penso no que tu me disseste: um dia não vai ser preciso imaginar, não vai ser preciso sonhar. E agarro-me a essa ideia, a uma realidade optimista mas possível...

Unknown disse...

Eu tento, mas ás vezes é mais difícil manter a esperança e o optimismo...

Unknown disse...

Sei o que sentes e também faço como o K., mas sei que por vezes é dificil.
Talvez devesses entrar numa demanda para encontrar o teu cavaleiro.

Unknown disse...

Essa eterna demanda em busca do meu cavaleiro já dura há algum tempo... Até agora é um investimento que me levou apenas a becos sem saída... Mas espero encontrar um dia o meu cavaleiro. Quem sabe, pode estar ao virar da próxima esquina?

Publicar um comentário

Ah, vais aproveitar para escrever um comentário? :3 Obrigado! Feedback é sempre bem vindo ;)

Cheers =D